Clientes IPM são destaque no ranking de transparência da CGU

A Controladoria-Geral da União (CGU) divulgou a 2ª edição da Escala Brasil Transparente (EBT) - Avaliação 360°, apresentando o novo ranking de transparência pública no Brasil. Foram avaliados todos os estados, o Distrito Federal e 665 municípios com mais de 50 mil habitantes (considerando estimativas do IBGE em 2017). Conforme o critério de avaliação, cada ente recebeu uma pontuação de 0 a 10 pontos. E há 21 clientes da IPM Sistemas entre os destaques. 

Dentre os Municípios que usam a tecnologia IPM e foram alvo do estudo, destacam-se Camboriú (SC), Indaial (SC) e Pouso Alegre (MG), que tiveram excelentes avaliações, com mais de 9 pontos. Entretanto, merecem menção também Araucária (PR), Campo Largo (PR), Palhoça (SC), São Bento do Sul (SC) e Três Pontas (MG), que receberam entre 8,01 e 8,99 pontos. 

O gerente de Relacionamento da IPM, Sedi Zanella, comemora a boa avaliação dos clientes, relatando feedbacks recebidos. “Recebo frequentemente depoimentos de experiências exitosas vividas por servidores públicos e usuários externos do Atende.Net acerca da importância do nosso trabalho e das soluções tecnológicas que levamos aos órgãos onde atuamos, especialmente pelos novos conceitos, olhares e ferramentas que disponibilizamos”, conta.

Zanella salienta que o trabalho da IPM é totalmente voltado à construção de cidades inteligentes: “Oferecemos soluções que facilitam o trabalho do dia a dia, aproximam e conectam as pessoas aos governos, geram mais comodidade, transparência, agilidade, produtividade e economia”, destaca. Ou seja, a IPM é uma empresa sempre preocupada em levar o que há de melhor e mais moderno em sistemas de gestão pública. 

 

Confira os clientes IPM destaques no ranking de transparência da CGU


* Santa Catarina: Brusque, Camboriú, Concórdia, Indaial, Palhoça, Rio do Sul, São Bento do Sul e São Francisco do Sul; 

* Paraná: Araucária, Campo Largo, Campo Mourão, Castro e Pinhais;

* Rio Grande do Sul: Bento Gonçalves, Gravataí, Guaíba, Novo Hamburgo e Santa Rosa;

* Minas Gerais: Três Pontas e Pouso Alegre;

* São Paulo: Sumaré.

 

Veja as vantagens oferecidas pelas Cidades Inteligentes




 

Critérios que foram avaliados pela EBT - Avaliação 360°


> Transparência Ativa – quesito que se refere à divulgação de informações públicas na internet de maneira espontânea (proativa). Primeiramente, a CGU verificou a existência de sites oficiais e de portais de transparência dos entes. Então, em caso positivo, os avaliadores buscaram dados previstos como sendo de divulgação obrigatória pela Lei de Acesso à Informação (LAI) e outras legislações.

> Transparência Passiva – o ranking de transparência da CGU verificou ainda a existência de canais de atendimento ao cidadão (SIC ou similar) e de um sistema, formulário eletrônico ou e-mail para envio de pedidos de acesso a informações públicas.

> A EBT - Avaliação 360° também avaliou a possibilidade de acompanhamento do trâmite das demandas via Lei de Acesso à Informação (LAI) e a análise das respostas recebidas (prazo, conformidade e opção de recurso). Em primeiro lugar, foram realizadas três solicitações, por usuários diferentes, que não foram identificados como sendo funcionários da CGU. Ainda, o objeto dos pedidos foi pré-definido e o mesmo direcionado a cada município e/ou estado. 

 

Ganho em transparência com aumento de receita do município


O software de gestão pública da IPM Sistema é desenvolvido 100% em nuvem e dentro do conceito da construção de Cidades Inteligentes (ou Smart Cities). Ou seja, propõe uma gestão com redução da burocracia e participação do cidadão, tornando-a mais eficiente, célere e econômica. E o resultado aparece de diversas formas, inclusive em avaliações como o ranking de transparência da CGU, por exemplo.

A grande vantagem do Atende.Net está no fato de ser um sistema único. Dessa forma, permite controlar contabilidade, compras e licitações, gestão de pessoas, folha de pagamento, lançamentos, fiscalização e arrecadação de tributos. 

Além disso, trabalha com mais de 50 indicadores que qualificam a tomada de decisão, como comparativo entre receita e despesa; comparativo entre orçado e arrecadado; estatística de pagamento de IPTU; índices de inadimplência; principais receitas do município; entre outros.

Todas essas funcionalidades, dentre outras, permitem organizar e gerir os dados em tempo real, facilitando o controle e o aumento da arrecadação municipal. Afinal, o Atende.Net garante maior controle da cobrança dos impostos, como o IPTU, ISS, ITBI e taxas. E os pagamentos podem ser feitos na modalidade PIX.

Além disso, oferece funcionalidades para cobrança e fiscalização de tributos. Por exemplo, emissão de Nota Fiscal Eletrônica (NFS-e), implantação de Nota Fiscal Premiada e maior controle do ISSQN Bancos. 

 

Assista ao depoimento de quem usa o sistema




 

Atende.Net fica disponível 24h sem necessidade de CPD local


Por ser uma solução tecnológica totalmente on-line, o software da IPM pode ser acessado a partir de qualquer dispositivo, 24h por dia, em um ambiente seguro e de alta disponibilidade. Apenas é necessário ter acesso à internet.

Ao adotar o Atende.Net, portanto, as Prefeituras têm economia significativa com Centro de Processamento de Dados (CPD). Ou seja, não há mais necessidade de servidores de banco de dados e de aplicativos, sistemas de gerenciamento de banco de dados (SGBDs), softwares básicos e cabeamentos estruturados.

Além disso, com a funcionalidade de Gestão Eletrônica de Documentos (GED), aposenta também o famoso “arquivo morto”. Afinal, qualquer processo pode ser catalogado e tramitar de forma integralmente digital, sem uso de papel.

Essa digitalização pode ser feita diretamente no sistema por escaneamento do documento, por captura com câmera, link externo ou upload. Ao mesmo tempo, o sistema converte qualquer documento digitalizado em texto, permitindo a busca por palavra-chave. 

 

Workflow mostra andamento de processos por fluxograma virtual


Uma das inovações da tecnologia IPM é a funcionalidade Workflow, que mostra os processos mais complexos no formato de fluxogramas virtuais. Além de exibir a situação de cada processo em tempo real, quais etapas foram executadas ou estão pendentes, não deixa passar adiante sem que sejam cumpridas todas as fases. Ou seja, é uma ferramenta que permite criação, execução e acompanhamento de maneira rápida, prática e sem uso de papel.

Dentre as vantagens, destacam-se ainda o fato de reduzir o prazo de conclusão dos processos e garantir que o fluxo de trabalho da organização funcione com mais eficiência. Afinal, há uma automatização da tramitação dos processos entre servidores ou entre setores, a partir de análises automáticas do sistema, com total transparência. Outra funcionalidade é poder inserir, em qualquer tempo, a assinatura digital, tanto de servidor quanto de usuário externo.

 

Confira as vantagens do Workflow na gestão de processos




 

LEIA TAMBÉM:


> Tecnologia agiliza o processo de abertura de empresas

> Nova Lei de Licitações e Contratos é sancionada

> Siafic: prazo para apresentar plano de adequação termina em maio/21

> Sistemas de gestão pública 100% em nuvem facilitam licitações eletrônicas

> Saiba como funcionam as assinaturas digitais e eletrônicas

 

Siga a IPM no Linkedin, Facebook, Twitter, Instagram e Youtube

Compartilhe
FacebookTwitterEmail

Newsletter IPM

Cadastre-se e receba novidades sobre nossos sistemas.

© 2021 IPM Sistemas de Gestão Pública. Todos os direitos reservados.