Nota Fiscal Premiada: tecnologia ajuda prefeituras no combate à sonegação de impostos

26/02/2021 por IPM

O Brasil deixa de arrecadar pelo menos R$ 417 bilhões por ano por causa da sonegação de impostos, conforme estudo do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT). E se for considerado apenas o ICMS, o setor do comércio é o que mais sonega, seguido das empresas industriais e das prestadoras de serviços. Por isso, mais do que um incentivo para os cidadãos fazerem suas compras no município, oferecer Nota Fiscal Premiada é um meio de combate à sonegação de impostos.

Ainda conforme o levantamento do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT), divulgado em dezembro de 2020, felizmente, as perdas vêm diminuindo nos últimos anos. O índice de sonegação caiu de 39% em 2004 para 15% em 2019. Cálculo esse que teve como base os autos de infrações emitidos pelos fiscos federal, estaduais e municipais. E essa redução tem como uma das causas o uso da tecnologia.

Mas como a tecnologia ajuda as prefeituras no combate à sonegação de impostos? Uma das maneiras é a inclusão do CPF na nota fiscal. Para tanto, além de contar com um sistema tecnológico que ofereça esse serviço, as Prefeituras precisam incentivar o cidadão a pedir a nota. Afinal, sempre que uma nota é gerada, ela é obrigatoriamente emitida, garantindo o recolhimento de impostos e aumentando a arrecadação. 

 

Vantagens para a população


Uma das formas de incentivar a população a pedir a nota fiscal e informar o CPF na hora de suas compras é a oferta de vantagens. Ou seja, permitir que o cidadão receba benefícios que vão desde abatimentos em impostos até prêmios. Esse valor da premiação vem de uma porcentagem do tributo arrecadado - e cada gestor público define que “recompensa” quer oferecer aos contribuintes.

Por exemplo, o software Atende.Net, desenvolvido pela IPM Sistemas, disponibiliza essa ferramenta para as Prefeituras. Inclusive, para garantir a segurança do processo, permite realizar a apuração de forma eletrônica e vinculada à loteria federal.

Conforme o coordenador de Desenvolvimento Fiscal da IPM, Hueliton Luis Bagio, a geração de créditos é feita de forma automática no momento da emissão da nota fiscal e controlada pelo CPF ou CNPJ do tomador de serviços, que pode consultar on-line informações sobre seu saldo de créditos e conhecer as premiações oferecidas pela administração pública. Por exemplo, em alguns municípios, o cidadão pode abater o valor de créditos do carnê do IPTU.



Tema é destaque na mídia


Confira publicação da Rede Jornal Contábil

Nota Fiscal Premiada - IPM Sistemas


Leia matéria do site No Detalhe

Nota Fiscal Premiada - solução IPM Sistemas



Mais arrecadação para o município


Outra grande vantagem da implantação de um sistema de nota fiscal premiada é o aquecimento da economia local. Afinal, a geração de crédito desse tipo de programa municipal ocorre apenas quando a compra ou contratação de serviços é realizada no município.

Além do mais, os cidadãos acabam comprando mais na própria cidade. Isso serve como estímulo também para o comércio local. E, como consequência disso, há também o aumento da arrecadação municipal.

 

Saiba mais sobre aumento da arrecadação com o Atende.Net



LEIA TAMBÉM:


> Municípios com tecnologia IPM são destaque no Brasil no índice de governança municipal

> Sistemas de gestão pública 100% em nuvem facilitam licitações eletrônicas

> Uso de serviços digitais no setor público mais do que dobrou em 2020

Sobre o Autor

IPM

Comentários

Newsletter IPM

Cadastre-se e receba novidades sobre nossos sistemas.

© 2021 IPM Sistemas de Gestão Pública. Todos os direitos reservados.