Computação em nuvem: economia com CPD em Indaial resulta na compra de 200 computadores para Educação

05/04/2021 por IPM

A adoção da computação em nuvem (do inglês cloud computing) oferece diversas vantagens, como agilidade nos processos e acesso às informações em qualquer lugar e horário. E vai muito além, eliminando a necessidade de investimentos em Centro de Processamento de Dados (CPDs) ou sistemas de gerenciamento de banco de dados (SGBDs) locais na Prefeitura, além de custos com manutenção, softwares básicos e cabeamentos. Economia essa que permite fazer investimentos em outras áreas. Em Indaial (SC), por exemplo, resultou na compra de 200 computadores para a Educação.

A Prefeitura de Indaial aposentou o sistema desktop em 2014, após licitar a contratação de um software de gestão pública em nuvem, passando a atuar dentro do conceito de Cidades Inteligentes. Com isso, o servidor físico existente foi disponibilizado para outras funções, como armazenar sistema de geoprocessamento, segurança e videomonitoramento, entre outros.

“Se fossemos manter um sistema desktop como existia anos atrás, teríamos de adquirir um servidor novo, pois o datacenter que temos não comporta a realidade de hoje. Teria sido preciso fazer recentemente um investimento na ordem de R$ 2 milhões, fora toda a preocupação com manutenção”, relata Paulo Henrique Rodrigues, diretor de Informática e Telecomunicações da Prefeitura de Indaial.

Esse recurso poupado graças à computação em nuvem resultou no investimento em outros setores. "No final de 2020, foram comprados 200 computadores para a Educação, no valor de R$ 1 milhão. Se eu tivesse de adquirir um servidor agora, esse investimento em Educação não seria possível", salienta Paulo. 

Além disso, foram adquiridas máquinas para laboratório de informática, assim como feitos investimentos na área da Saúde. “Foi feita a aquisição de computadores e tablets para a Saúde, investindo-se em áreas que facilitam a vida do contribuinte e do servidor”, acrescenta.

 

Computação em nuvem reduz custos e melhora a rotina dentro das Prefeituras


A economia com a computação em nuvem não vem apenas da eliminação da necessidade de um servidor físico, mas também da manutenção, do seguro e do tempo da equipe de TI. “Para manter o sistema desktop rodando, precisa ter seguro para o servidor e para toda a rede, mais manutenção. Ainda, envolve muito empenho da equipe da tecnologia, para saber se os backups estão sendo feitos, se não houve tentativa de invasão na rede, se nenhum dado foi corrompido”, enumera Paulo.

Além disso, antes a Prefeitura de Indaial precisava manter um sistema paralelo para garantir a operação. “Para hospedar o sistema desktop, precisávamos investir em redundância de energia, pois, se faltasse energia, tinha de continuar funcionando. Até o controle de acesso era especial, o local não podia ser acessado por qualquer pessoa, além da questão da segurança da informação”, completa.

Conforme o diretor Paulo, a implantação do sistema web também gerou mais comodidade à equipe de TI, proporcionando melhor gestão do tempo do servidor. “Hoje, se cair a energia na Prefeitura, você consegue acessar os dados na palma da mão pelo celular, e fazer solicitação de serviços, o que só é possível com o sistema em nuvem. Além de não exigir mais monitoramento de rede e backups, por exemplo”, comemora Paulo.

 

Atende.Net diminui burocracia e facilita maior arrecadação


A Prefeitura de Indaial conta com o sistema Atende.Net, desenvolvido pela IPM Sistemas. Nele, o cidadão pode se autoatender e emitir suas guias de IPTU, ISS, ITBI e taxas, por exemplo. Além disso, consegue solicitar serviços diversos, registrar demandas na Ouvidoria ou mesmo agendar um Teleatendimento com poucos cliques. 

Ou seja, sem sair de casa ou do escritório, o munícipe tira dúvidas, faz o parcelamento e o pagamento de suas dívidas, inclusive pela nova modalidade PIX. A facilidade de não precisar enfrentar filas incentiva a regularização das dívidas, o que gera aumento da arrecadação. 

“Fora o fato de o sistema em nuvem possibilitar ter uma APP, onde a população pode solicitar os serviços. Isso traz maior agilidade no processo, ainda mais em época de pandemia, em que temos servidores trabalhando em home office. Graças ao sistema em nuvem, podem gerar um processo de compras, trabalhar em cima de alvarás, tudo diretamente de casa”, explica Paulo. “Se tivesse um sistema desktop na Prefeitura, isso não seria possível”, completa o diretor de Informática e Telecomunicações de Indaial.

Além disso, há várias vantagens também aos gestores públicos. O Atende.Net trabalha com cadastro único, dessa forma, todos os departamentos têm acesso à mesma informação, o que elimina as duplicações de dados. Ou seja, controla-se contabilidade, compras e licitações, gestão de pessoas, folha de pagamento, lançamentos, fiscalização e arrecadação de tributos, por exemplo, em um único sistema. 

 

Prefeitura ganha agilidade e aumenta a transparência com o sistema IPM


O software de gestão pública da IPM Sistema é desenvolvido dentro do conceito da construção de Cidades Inteligentes (do inglês smart cities). Ou seja, busca redução da burocracia com aumento da transparência e participação do cidadão, oferecendo facilidades à rotina dos Servidores. O resultado é uma gestão mais eficiente, célere e econômica.

A plataforma é única e 100% em nuvem, oferecendo diversas funcionalidades, como autoatendimento de forma simples e intuitiva, para que o cidadão ganhe autonomia para solicitar serviços a partir de qualquer dispositivo conectado à internet. Além disso, trabalha com Business Intelligence (BI), ou seja, oferece mais de 50 indicadores que permitem qualificar a gestão pública. Entre eles, estão: comparativo entre receita e despesa; comparativo entre orçado e arrecadado; estatística de pagamento de IPTU; índices de inadimplência; principais receitas do município; entre outros.

Além disso, também possibilita o aumento da arrecadação, ao garantir maior controle da cobrança dos impostos, como o IPTU, ISS, ITBI e taxas, bem como oferece diversas funcionalidades para cobrança e fiscalização de tributos. Entre elas, emissão de Nota Fiscal Eletrônica (NFS-e), implantação de Nota Fiscal Premiada e maior controle do ISSQN Bancos. 

 

Veja como a tecnologia IPM ajuda a construir Cidades Inteligentes




 

LEIA TAMBÉM:


> Sistemas de gestão pública 100% em nuvem facilitam licitações eletrônicas

> Reduzir o uso de papel gera economia e produtividade para as gestões públicas

> Saiba como as assinaturas digitais e eletrônicas facilitam a rotina em órgãos públicos

> Massaranduba é o primeiro município de SC a permitir pagamento de tributos municipais via PIX

> Municípios com tecnologia IPM são destaque no Brasil no índice de governança municipal

 

Siga a IPM no LinkedinFacebookTwitterInstagram e Youtube

Sobre o Autor

IPM

Comentários

Newsletter IPM

Cadastre-se e receba novidades sobre nossos sistemas.

© 2021 IPM Sistemas de Gestão Pública. Todos os direitos reservados.