Prefeitura de Ituporanga (SC) lança projeto para diminuir uso de papel

A Prefeitura Municipal de Ituporanga, no Alto Vale do Itajaí, em Santa Catarina, tem como meta ampliar suas atitudes sustentáveis. Para isso, está projetando uma gestão mais econômica e acessível à população sem uso de papel. Em janeiro de 2021, lançou o Programa Ituporanga sem Papel. E, para iniciar o processo de implantação do projeto, promoveu uma reunião com a equipe da IPM Sistemas, que fornece o software de gestão pública da Prefeitura, o Atende.Net.

Conforme a administração municipal, a intenção é digitalizar o maior número de processos possíveis dentro da Prefeitura de Ituporanga. Ou seja, espera gerar economia devido ao menor uso de documentos físicos, agilizar o acesso às informações e contribuir com a preservação do meio ambiente.

Segundo o prefeito Gervásio Maciel, além de digitalizar os processos que hoje demandam impressão de papel, a expectativa é facilitar o acesso às informações para os munícipes, gerando maior transparência e celeridade na resolução das demandas públicas.

“Hoje, como todos têm acesso ao celular, queremos que nossa população consiga, por meio de um aplicativo ou alguma plataforma fácil de manusear, solicitar serviços para a administração”, explica Maciel.

Prefeitura de Ituporanga lança projeto para eliminar uso de papel com IPM Sistemas

Processos eletrônicos contam com assinatura digital segura


A redução do uso do papel é possível com a digitalização de processos. Isso porque, ao serem armazenados em nuvem e gerenciados de forma eletrônica, ficam acessíveis com poucos cliques. E, com uso da assinatura digital, evita-se aquela rotina antiga de fazer os documentos "viajarem" pelas repartições para coleta de assinaturas. Portanto, essa inovação evita, inclusive, perdas e fraudes.

Com as certificações de segurança oferecidas pelo sistema IPM, as assinaturas digitais permitem que o gestor municipal consiga assinar empenhos, liquidações e pagamentos de qualquer lugar, acelerando o encaminhamento de soluções de demandas dos cidadãos.

Além disso, essa tecnologia disponibiliza assinatura digital nos padrões A1 e A3 para todo o sistema. Com isso, fica disponível a partir de qualquer equipamento com acesso à internet, sem a necessidade de token ou qualquer outro aparato de “ajuda”.

Ou seja, por meio de um smartphone é possível assinar portarias, empenhos, pareceres e outros documentos necessários no dia a dia da administração pública. Tudo sem uso de papel.

 

Gestão Eletrônica de Documentos agiliza processos sem uso de papel


Ao adotar a Gestão Eletrônica de Documentos (GED), os órgãos públicos conseguem que  qualquer processo seja catalogado e tramite de forma integralmente digital, eliminando a necessidade de uso de papel.

E essa digitalização pode ser feita diretamente no sistema por escaneamento do documento, por captura com câmera, link externo ou upload. Por exemplo, esses documentos podem ser catalogados e classificados por meio de uma série de filtros, facilitando a organização e agilizando a busca e o acesso.

Ainda, o sistema converte qualquer documento digitalizado em texto, permitindo a busca por palavra-chave. Também é possível criar documentos com template, converter em PDF, compartilhar e juntar arquivos.

Confira em vídeo depoimentos sobre as vantagens do sistema de computação em nuvem.



Veja o que dizem as Prefeituras que usam a tecnologia de computação em nuvem da IPM Sistemas 

 

LEIA TAMBÉM:

> IPTU Digital: saiba como poupar tempo e dinheiro na sua prefeitura 

> Dicas para melhorar a qualidade da gestão pública

Compartilhe
FacebookTwitterEmail

Newsletter IPM

Cadastre-se e receba novidades sobre nossos sistemas.

© 2021 IPM Sistemas de Gestão Pública. Todos os direitos reservados.