Cidades mineiras usam tecnologia digital para dar transparência aos investimentos no combate ao coronavírus

*Matéria publicada no Portal G37. Leia na íntegra:

 

Municípios que fazem gestão pública digital podem divulgar em tempo real e de forma automatizada os gastos relativos à pandemia do coronavírus. Uma ferramenta desenvolvida pela IPM Sistemas possibilita maior transparência e facilita a prestação de contas das cidades mineiras de Bom Despacho, Campo Belo, Pouso Alegre e Oliveira para a sociedade, o Ministério Público e o Governo Federal.

O Atende.net, software de gestão digital que esses municípios já utilizavam cotidianamente antes da pandemia, possui uma área exclusiva para que as prefeituras revelem os detalhes sobre a compra de materiais como máscaras e kits de teste rápido, licitações e empenhamento. Os dados são incluídos no sistema e automaticamente ficam disponíveis no Portal da Transparência da cidade. E, pela Internet, de modo simples e prático, qualquer pessoa pode saber o quanto está sendo investindo, a quantidade de material adquirida e quais são os fornecedores.

O Atende.Net funciona totalmente em modo web e pode ser acessado por meio de smartphones, tablets ou computadores conectados à Internet. Isso facilita a vida tanto da população quanto dos agentes públicos, que não precisam sequer estar na prefeitura para atualizar os dados e fazer o monitoramento. “Nossa preocupação era aumentar ainda mais a efetividade das prefeituras, principalmente durante uma situação de tamanha repercussão quanto uma pandemia, que exige uma seriedade ainda maior do que o normal”, explica Aldo Mees, diretor-presidente da IPM Sistemas, empresa de Santa Catarina, que além de Minas Gerais, também atende prefeituras catarinenses, do Paraná, Rio Grande do Sul e São Paulo.

 

Economia de R$ 1 milhão


 

Prefeituras que usam sistemas de gestão em nuvem têm melhorado os serviços oferecidos aos cidadãos, com ferramentas que possibilitam combater as filas nos postos de atendimento e agilizar o recebimento e o atendimento de demandas. Além de facilitar a vida das pessoas e solucionar problemas a partir de smartphones ou computadores, a chamada prefeitura digital ajuda a diminuir gastos públicos e gera ganhos de eficiência. A administração de Bom Despacho, quando passou a trabalhar com o software da IPM Sistemas, em novembro do ano passado, previu economizar cerca de R$ 1 milhão por ano.

A digitalização dá para prefeitos, secretários, técnicos e administradores, em um único sistema, toda a gestão do município. Desde processos licitatórios, ações do setor de recursos humanos, contabilidade, tributação, compras, arrecadação, atendimento ao cidadão, indicadores, tudo pode ser acessado sem burocracia e com agilidade, promovendo os resultados positivos que essas prefeituras vêm obtendo.

Isso provoca celeridade nos processos, reduz custos com o autoatendimento da população – que passa a resolver pelo celular ou computador pessoal questões como pagamento de IPTU, emissão de alvarás e solicitação de serviços, entre várias outras funções – pela Internet e promove um amplo corte no uso de papéis, impressões, materiais de expediente e até do arquivo morto, além do fim da necessidade de se investir em Centros de Processamento de Dados, já que a operação é totalmente online.

Como os processos são realizados em workflow (fluxo de trabalho), toda fase de cada procedimento é realizada. Com essa tecnologia os riscos de falhas desaparecem, pois o próprio sistema informa para cada servidor o que precisa ser feito. Isso amplia ainda mais a performance, pois o gestor consegue visualizar a fila de processos e acompanhar os prazos de realização em tempo real.

Compartilhe
FacebookTwitterEmail

Newsletter IPM

Cadastre-se e receba novidades sobre nossos sistemas.

© 2020 IPM Sistemas de Gestão Pública. Todos os direitos reservados.