Índice de Governança Municipal 2021: clientes IPM são destaque no Brasil

Índice de Governança Municipal 2021: clientes IPM são destaque no Brasil

Administração Geral
02 set 2021

A IPM Sistemas é pioneira no desenvolvimento de software de gestão pública 100% em nuvem e com base única de dados compartilhada entre os departamentos. Essa tecnologia de ponta permite visão completa e tomada de decisão baseada em dados. Ou seja, moderniza e qualifica a gestão pública, o que se reflete no Índice de Governança Municipal (IGM-CFA) de 2021 do Conselho Federal de Administração.

O IGM-CFA separa os municípios por grupos, conforme o número de habitantes e o Pib Per Capita. Dessa forma, há dois rankings: por grupos em nível nacional e por grupos por Estado. A listagem completa foi divulgada em agosto pelo CFA. Neste ano, 5 clientes IPM aparecem em destaque na classificação nacional. Confira:

Destaques IPM no Ranking Nacional/Grupo:

  1. Santa Rosa (RS) – 4° lugar no Brasil (G6)
  2. Campo Belo (MG) – 4° lugar no Brasil (G5)
  3. Salete (SC) – 8° lugar no Brasil (G2)
  4. Parobé (RS) – 9° lugar no Brasil (G5)
  5. São Bento do Sul (SC) – 14° lugar no Brasil (G6)

Aplicando-se o recorte estadual, no ranking de 2020 havia 14 clientes IPM com excelente classificação em seus grupos. Neste ano, são 27 entre os 10 primeiros colocados, ou seja, um aumento de 93% da presença de clientes IPM entre os melhores colocados. Confira:

Destaques do TOP 10 por Estado/Grupo:

  1. Campo Belo – 1° lugar em MG (G5)
  2. Parobé – 1° lugar no RS (G5)
  3. Santa Rosa – 1° lugar no RS (G6)
  4. São Bento do Sul – 1° lugar em SC (G6)
  5. Sapucaia do Sul – 1° lugar no RS (G7)
  6. Salete – 2° lugar em SC (G2) 
  7. Bento Gonçalves – 3° lugar no RS (G8)
  8. Dois Irmãos – 3° lugar no RS (G4)
  9. Pouso Alegre – 3° lugar em MG (G8)
  10. Bom Despacho – 4° lugar em MG (G6)
  11. Timbó – 4° lugar em SC (G4)
  12. Pomerode – 5° lugar em SC (G4)
  13. Taió – 5° lugar em SC (G2)
  14. Cascavel – 6° lugar no PR (G8)
  15. Gravataí – 6° lugar no RS (G8)
  16. Rio Negrinho – 6° lugar em SC (G4)
  17. Estrela – 7° lugar no RS (G4)
  18. Araucária – 8° lugar no PR (G8)
  19. Porto Belo – 8° lugar em SC (G4)
  20. Brusque – 9° lugar em SC (G8)
  21. Cachoeirinha – 9° lugar no RS (G8)
  22. Castro – 9° lugar no PR (G5)
  23. Indaial – 9° lugar em SC (G6)
  24. Presidente Getúlio – 9º lugar em SC (G2)
  25. Horizontina – 10° lugar no RS (G2)
  26. Itapiranga – 10° lugar em SC (G2)
  27. Pinhalzinho – 10° lugar em SC (G4)

Lançado em 2016, o Índice de Governança Municipal (IGM-CFA) consiste em uma métrica da governança pública nos municípios brasileiros a partir de três dimensões: Finanças, Gestão e Desempenho. Conforme o Conselho Federal de Administração, são considerados, ainda, dados secundários em áreas como saúde, educação, saneamento e meio ambiente, segurança pública, gestão fiscal, transparência, recursos humanos, planejamento, entre outras, referentes ao ano anterior. Acesse aqui para conferir o ranking completo.

Rankings dos grupos IGM CFA 2021

Sistema IPM permite gestões baseadas em dados, mais céleres, econômicas e transparentes

O Atende.Net, tecnologia IPM desenvolvida 100% em nuvem, utiliza plataforma de cadastro único para todas as áreas administrativas. E tem como foco órgãos públicos municipais, como Prefeituras, Fundos, Fundações, Autarquias, Institutos e Câmaras de Vereadores.

“A IPM está há 25 anos construindo cidades inteligentes. Nossas soluções utilizam tecnologia de última geração, que permite ir muito além da simples abertura de protocolos e envio de memorandos ou requerimentos por meio de um sistema informatizado”, explica Juliano Carneiro, coordenador de Marketing da IPM Sistemas.

As Prefeituras que utilizam o Atende.Net, por exemplo, não precisam empregar papel nas rotinas de empenhamentos, liquidações, pagamentos, compras, folha de pagamento, fazendo tudo pela Internet a partir de um único software.

“O próprio sistema utilizado no trâmite de processos também realiza os lançamentos em contabilidade, folha, arrecadação, compras e em outras áreas. E os gestores podem utilizar assinatura digital para aprovações de qualquer lugar com o próprio celular”, salienta Juliano.

Como resultado dessa modernização digital, há grande redução de gastos com correios, impressoras, papéis, arquivo morto, centro de processamento de dados, além do tempo dos Servidores públicos. Ao mesmo tempo, a gestão pública ganha celeridade e eficácia na prestação de serviços aos munícipes.

> Vídeo: 3 vantagens da modernização digital dos órgãos públicos

LEIA TAMBÉM:

> Governo Digital: o que é e sua importância na gestão pública

> Clientes IPM ganham Selo APS de Qualidade do Ministério da Saúde

> Vigilância em Saúde: como a tecnologia facilita a gestão no município

> Gestão de cemitérios: tecnologia facilita o trabalho das Prefeituras

> Gestão ambiental municipal: 4 benefícios do uso da tecnologia

 

Siga a IPM no Linkedin, Facebook, Twitter, Instagram e Youtube

 

Voltar Voltar para notícias
Compartilhe essa notícia
Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Linkedin
Retornar ao topo da página