Câmara de Rio Grande (RS) adota tecnologia IPM de gestão pública
IPM - Blog
Administração Geral Administração Geral

A Câmara Municipal de Vereadores de Rio Grande (RS) está adotando a tecnologia da IPM Sistemas para qualificar sua gestão. “Procuramos o sistema com o melhor custo-benefício, e que atendesse a todas as demandas da Casa”, destaca o presidente, vereador Filipe Branco. “Todos os órgãos públicos estão buscando soluções inovadoras com sistemas otimizados, que garantam celeridade aos processos e transparência, completa.

Rio Grande é a cidade mais antiga do Rio Grande do Sul. Fica na região Sudeste do estado e tem cerca de 212 mil habitantes, conforme estimativa do IBGE. Seu PIB per capita é de R$ 51.681,23, segundo o último apontamento. Por exemplo, o da capital gaúcha, Porto Alegre, é de R$ 52.149,66.

O município tem um Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) de 0,744, de acordo com a última atualização do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Esse indicador varia de zero a um, considerando o progresso em três dimensões: renda, educação e saúde. Uma pontuação acima de 0,7 é considerada de destaque.

Com a implantação do software Atende.Net, desenvolvido pela IPM em plataforma única e 100% nuvem, a Câmara de Rio Grande garantirá uma alta disponibilidade da gestão. “Teremos acesso 24h ao sistema, o que garantirá nosso trabalho mesmo em condições de isolamento social, por exemplo”, salienta Branco.

“Também contaremos com um sistema que atende a todas as determinações do novo Siafic”, acrescenta o presidente da Câmara. Ele se refere ao fato de o Atende.Net já cumprir as determinações do Decreto 10.540/2020: ser plataforma única, 100% WEB, atualizar dados em tempo real e atender múltiplas entidades. Ou seja, é um sistema de gestão projetado para Prefeituras, Fundos, Fundações, Autarquias, Institutos e Câmaras de Vereadores. 

Vídeo: como a tecnologia IPM ajuda a construir Cidades Inteligentes

Tecnologia IPM garante visão geral da gestão e economia

O software Atende.Net é desenvolvido pela IPM em plataforma única. Dessa forma, os dados de todos os departamentos ficam em um mesmo sistema, garantindo visão geral da gestão. Portanto, evita retrabalho com digitação e permite rapidamente identificar e corrigir inconsistências ao cruzar dados e gerar relatórios e gráficos em tempo real. 

Com a implantação de processos digitais e assinaturas eletrônicas, o sistema também elimina o uso de papel. Com poucos cliques é possível gerir o orçamento, gerar relatórios, controlar o ponto e rodar a folha de pagamento, por exemplo. Tudo virtualmente e com total segurança de dados.

Além disso, a tecnologia IPM funciona em qualquer dispositivo móvel com acesso à Internet, 24h por dia, em ambiente seguro, permitindo o home office. Ou seja, elimina a necessidade de servidores de banco de dados e de aplicativos, sistemas de gerenciamento de banco de dados (SGBDs), softwares básicos e cabeamentos estruturados. Como resultado, há grande economia aos cofres públicos.

Vídeo: vantagens do sistema de gestão pública com cadastro único

 

LEIA TAMBÉM:

> Sistema Emulado x 100% Nuvem: confira as principais diferenças

> 6 vantagens de um sistema de gestão pública com cadastro único

> 3 formas de reduzir custos com computação em nuvem nas Prefeituras

> Tecnologia agiliza o processo de abertura de empresas

> Panambi (RS) vira referência em gestão pública com uso de tecnologia

 

Siga a IPM no Linkedin, Facebook, Twitter, Instagram e Youtube

Voltar Página anterior
Newsletter

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter

Retornar ao topo da página