ISS: Qual é a base de cálculo na Construção Civil?

23/11/2020 por IPM

O ISS (Imposto Sobre Serviço) é um imposto cobrado pelas administrações municipais de todo o Brasil. E também é conhecido por ISSQN (Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza).

Tanto empresas, quanto profissionais autônomos, têm o dever de pagar o tributo a partir da prestação de serviços.

A Lei Complementar nº 116 de 2003 determina a base de cálculo do ISS, delimita as alíquotas e apresenta a lista de todos os serviços que exigem o pagamento do tributo.

No entanto, cada município é responsável por determinar as alíquotas que devem ser recolhidas. Dessa forma, é necessário buscar a lei municipal de cada cidade para saber qual será o valor do imposto para cada tipo de serviço.

A sua cobrança é efetiva, tendo em vista que o valor do tributo é destinado a cidade onde o serviço foi prestado.

 

Recolhimento do ISS


Advogados, dentistas, profissionais autônomos e outras profissões, por exemplo, também representam trabalhos de prestação de serviços. Assim, devem pagar a taxa do ISS para o seu município.

Dependendo da lei municipal, o recolhimento do ISS pode ter três formas mais comuns:

  • Guia própria do município: nota fiscal própria fornecida pela Prefeitura.

  • Retenção na fonte: ISS recolhido pelo tomador do serviço e declarado pela pessoa que realizou a prestação.

  • Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS): utilizado pelas empresas que atuam com MEIs ou Simples Nacional.


 

Como calcular o ISS?


Para saber a base de cálculo do Imposto Sobre Serviços (ISS), é necessário saber o valor do serviço prestado.

Porém, a alíquota geralmente fica entre 2% e 5%, dependendo do município.

Tomamos como exemplo um serviço de R$ 100 com alíquota de 5%. Assim, o imposto devido será de: R$ 100,00 x 0,05 = R$ 5,00.

Por exemplo, esse cálculo pode ser automatizado e controlado pelo município, a partir de um sistema de gestão completo que integra todos as áreas da Prefeitura.

A partir da tecnologia IPM, sua Prefeitura arrecada mais, pois o ISS é recolhido com mais eficiência.

 

Confira os ganhos em arrecadação com uso do Atende.Net




LEIA TAMBÉM:


> Dicas infalíveis para reduzir inadimplência e aumentar arrecadação do município

> Saiba como as assinaturas digitais e eletrônicas facilitam a rotina em órgãos públicos

> Sistemas de gestão pública 100% em nuvem facilitam licitações eletrônicas

> Reduzir o uso de papel gera economia e produtividade para as gestões públicas

 

Siga a IPM no Linkedin, Facebook, Twitter, Instagram e Youtube

Sobre o Autor

IPM

Comentários

Newsletter IPM

Cadastre-se e receba novidades sobre nossos sistemas.

© 2021 IPM Sistemas de Gestão Pública. Todos os direitos reservados.