Vacina contra covid-19: Prefeituras com tecnologia IPM estão integradas ao Ministério da saúde

O Ministério da Saúde (MS) tem implementado diversas ações para planejar e executar respostas rápidas e adequadas para o enfrentamento do novo coronavírus. Uma delas foi instituir a obrigatoriedade do registro dos dados sobre a aplicação da vacina contra covid-19 nos sistemas de informação do MS.

Em atendimento a essa exigência, a IPM Sistemas adicionou essa funcionalidade em seus sistemas. Assim, desde o início de março, as Prefeituras que contam com software IPM passam a enviar os dados da vacina contra covid-19 em tempo real diretamente para o Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI) através da Rede Nacional de Dados em Saúde (RNDS).

Conforme o coordenador de Desenvolvimento da IPM Sistemas, Cássio Andersen, antes desta integração, os servidores municipais precisavam digitar os dados no sistema da Prefeitura e depois digitar novamente no sistema do MS. “Agora essa digitação é feita uma única vez, na Prefeitura, ficando automaticamente disponível para o Ministério da Saúde”, explica.

 

Prontuário Eletrônico garante dados em plataforma única


Uma grande vantagem das Prefeituras que usam o software de gestão pública da IPM é o Prontuário Eletrônico. Com essa ferramenta, todos os registros médicos ficam gravados em uma mesma plataforma. Inclusive os dados da vacina contra covid-19. Por isso, podem ser consultados em qualquer posto de saúde ou UPA e a qualquer momento, sem o risco de duplicidade de informações.

“Com o registro da vacina incluído no Prontuário Eletrônico do paciente, o operador do sistema, seja médico ou enfermeiro, não precisa acessar outros programas para saber se o paciente está imunizado ou não”, explica Cássio. 

Em termos de gestão, contar com uma plataforma única e 100% em nuvem significa ganho de eficiência. “Com poucos cliques, o gestor tem acesso à cobertura vacinal em seu município, emite relatórios da aplicação de vacina, verifica qual é o grupo de risco que está  sendo vacinado naquele momento. Tudo isso em tempo real e com uma base de dados fiel”, destaca Cássio.

Além disso, outro ponto importante a ser destacado diz respeito às informações pessoais dos pacientes. O sistema da IPM atende a todas as normas da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

 

Tecnologia permite transparência no combate ao coronavírus


A tecnologia tem sido uma importante aliada no processo de transparência também em relação à compra de remédios e equipamentos para o enfrentamento do coronavírus. Além disso, as Prefeituras que utilizam a tecnologia desenvolvida pela IPM Sistemas têm esses gastos atualizados, em tempo real e de modo automatizado, diretamente no Portal da Transparência.

Da mesma forma, com o Atende.Net, as informações sobre aquisição de materiais, licitações, empenhamento de recursos, nomes de fornecedores e o total de recursos empregados são compilados em uma única plataforma.

Surgida em 1996, em Rio do Sul (SC), a IPM Sistemas é especializada em criar soluções de computação em nuvem para gestão no poder público. Na cidade do Alto Vale atualmente funciona o Centro Tecnológico, sendo que a sede administrativa fica em Florianópolis. Atualmente a IPM Sistemas atende clientes em cinco estados: Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e São Paulo.

 

Confira a experiência com o prontuário eletrônico em Cascavel 




LEIA TAMBÉM:


> Prontuário eletrônico agiliza atendimento e reduz uso de papel em Cascavel (PR)

> Sistemas de gestão pública 100% em nuvem facilitam licitações eletrônica

> Municípios com tecnologia IPM são destaque no Brasil no índice de governança municipal

Compartilhe
FacebookTwitterEmail

Newsletter IPM

Cadastre-se e receba novidades sobre nossos sistemas.

© 2021 IPM Sistemas de Gestão Pública. Todos os direitos reservados.