Prefeituras digitais oferecem serviços on-line e reduzem custos na administração

Matéria publicada originalmente no portal NSC Total. Leia na íntegra:



A gestão pública municipal da região Sul do país já vinha ganhando destaque por utilizar ferramentas tecnológicas para aumentar o controle da gestão, facilitar o trabalho de servidores municipais e aprimorar o atendimento aos cidadãos. No entanto, hoje, diante das implicações causadas pela pandemia, o que era apenas tendência, se torna cada dia mais necessário. O “novo normal” é marcado pela forte presença dos serviços digitais, e o setor público atravessa um processo de transformação.


Transformação essa, que foi tema de uma pesquisa realizada pelo Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (Cetic.br), ligado ao Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br). De acordo com o Cetic.br, o número de usuários de serviços públicos on-line saltou de 36%, em 2019, para 54% nos últimos meses. O avanço foi maior nas classes C, D e E, e especialmente entre usuários que acessam através de dispositivos móveis e que não possuem computador em casa.


Líder no desenvolvimento de softwares 100% em nuvem para a gestão pública, a empresa catarinense IPM Sistemas, que atende órgãos públicos no Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo e Minas Gerais, além de Santa Catarina, teve um aumento de 307% no número de processos digitais, em comparação com 2019. A quantidade de documentos digitalizados e armazenados em nuvem nas prefeituras subiu 138%.


De acordo com a secretária de Administração da prefeitura de São Bento do Sul (SC), Margareth Keiser, as facilidades de utilizar a nuvem são muitas, mas destacou a importância de conseguir acessar as informações de qualquer lugar, seja em casa, pelo computador ou, de onde estiver, através do smartphone.


Além disso, a secretária afirma que ao digitalizar documentos, a gestão ganha mais controle e os setores administrativos ficam interligados.


— O cadastro único nos permitiu realizar uma auditoria em todos os cadastros. Assim, podemos acompanhar toda a movimentação do munícipe em tempo real.


A prefeitura de São Bento do Sul contabilizou mais de 224 mil acessos ao Portal do Cidadão, somente neste ano. Entre eles, estão mais de 44 mil consultas de processos digitais e mais de 26 mil para emissão de guias de IPTU. Outros serviços como consultas de licitações, emissão de guias de ISS, IPTU, e licenças também estão disponíveis para cidadãos.


Esses resultados impulsionam o investimento para a digitalização de serviços públicos em todo o país. Hoje, 54% dos serviços do Governo Federal estão disponíveis virtualmente, mas a previsão é que até 2022, todos os serviços sejam digitalizados. Segundo o Ministério da Economia, o investimento no setor ultrapassa os 200 milhões de reais.




Durante a pandemia, IPM Sistemas buscou ainda mais alternativas para auxiliar as prefeituras Durante a pandemia, IPM Sistemas buscou ainda mais alternativas para auxiliar as prefeituras (Foto: Divulgação)



Vídeo atendimento para serviços públicos já é realidade


Foi a partir dos desafios impostos pela pandemia, que a IPM Sistemas buscou alternativas para auxiliar as prefeituras, neste período. A empresa chegou a desenvolver o serviço de atendimento aos cidadãos por vídeo.


A prefeitura de Gravataí (RS) inovou e foi a primeira administração a utilizar a nova ferramenta no país. A funcionalidade promove a facilidade no trabalho de servidores, redução de custos para a organização e autonomia para os cidadãos. De acordo com Davi Keller Severgnini, secretário da Fazenda, essa nova funcionalidade só agrega para a transformação digital do setor público.


— O vídeo atendimento caiu como uma luva. Se o efeito disso for bem aproveitado pelo gestor, ele vai economizar em estrutura física e o cidadão também vai reduzir custos.





Centro de Tecnologia - IPM Sistemas
Centro de Tecnologia - IPM Sistemas
(Foto: Divulgação)




Investimento em tecnologia promove a desburocratização


Sem sair de casa, o cidadão de Timbó (SC) pode realizar solicitações on-line, através do autoatendimento, 24 horas por dia. Essa vantagem está facilitando a rotina de milhares de pessoas. Segundo Marciana Teresa Berri, da Coordenação e Gerenciamento dos Fluxos dos Processos Gerenciais da prefeitura de Timbó, a partir do uso da tecnologia de nuvem, todos os processos se tornaram mais funcionais. De acordo com ela, ao substituir documentos em papel por documentos digitais, o tempo na resolução dos processos é reduzido bruscamente.


— O tempo de análise para despachar processos como liberação de alvarás, por exemplo, foi reduzido pela metade. Os profissionais não precisam mais imprimir várias cópias dos projetos e após a assinatura digital os documentos já são liberados para o cidadão.


A redução de custos foi reconhecida não só pela esfera municipal, mas também pela esfera federal. Recentemente, o Governo Federal divulgou uma notícia afirmando que as despesas foram reduzidas em 466,4 milhões de reais, no período entre abril e junho, com o teletrabalho dos servidores públicos. Entre as principais despesas economizadas estão os deslocamentos e viagens a serviço (diárias + passagens), os serviços de energia elétrica e comunicação.


A prefeitura de Palhoça (SC) mantém grande parte dos servidores municipais em home office neste período de pandemia. Sobre isso, a secretária de Administração, Cristina Schmidt ressaltou que rever rotinas ultrapassadas na administração pública e buscar as inovações trazidas pelas novas tecnologias é uma atitude urgente e inadiável.


— Tenho certeza de que essa pandemia e o que ela tem forçado a mudarmos no dia a dia está impulsionando a administração pública para a versão digital. Aqueles que ainda não estavam preparados, estão sendo forçados a preparar.

Compartilhe
FacebookTwitterEmail

Newsletter IPM

Cadastre-se e receba novidades sobre nossos sistemas.

© 2020 IPM Sistemas de Gestão Pública. Todos os direitos reservados.