Cidade Empreendedora do Sebrae: Pinhalzinho e Brusque ficam em 1° e 2° lugar

Cidade Empreendedora: Pinhalzinho e Brusque ficam em 1° e 2° lugar em ranking do Sebrae

Administração Geral
24 jun 2021

O Programa Cidade Empreendedora, do Sebrae-SC, divulgou a lista dos 10 municípios mais ágeis no processo de abertura de empresas em Santa Catarina. Entre eles, estão 3 clientes da IPM Sistemas: Pinhalzinho (1°), Brusque (2°) e São Carlos (9°).

O ranking avaliou os 65 participantes do programa, considerando dados do Mapa de Empresas do Ministério da Economia sobre tempo de consulta de viabilidade e registro do CNPJ. Conforme o Sebrae, o período de referência foi abril de 2021.

A equipe do Programa Cidade Empreendedora salienta que Pinhalzinho foi a primeira do país a publicar a lei de liberdade econômica e a dispensa de alvará e de taxa às empresas consideradas de baixo risco. Isso foi em maio de 2019.

“Pinhalzinho é um case interessante. Em dezembro de 2019, a cidade tinha um prazo de 196 horas para a viabilidade e abertura de CNPJ. Um ano depois, diminuiu para 26 horas, e, no mês de abril, alcançou a 1ª posição no ranking de cidades catarinenses com o menor prazo para abertura de empresas, com 2,76 horas”, salienta o gestor estadual do Programa Cidade Empreendedora, Fabio Búrigo Zanuzzi.

“É possível desburocratizar e promover um ambiente de negócios cada vez mais favorável e o Programa Cidade Empreendedora atua para auxiliar os municípios nessa missão”, complementa.

De acordo com a divulgação do Sebrae, nove municípios do Top 10 participam há mais de um ano do Programa Cidade Empreendedora, que tem como um dos eixos prioritários de atuação a desburocratização. No entanto, tem uma exceção: Urupema, que iniciou a parceria neste ano.

“Com o processo de simplificação, o número de empresas formalizadas aumentou, consequentemente gerando um aumento na arrecadação dos municípios”, afirma Zanuzzi.

O gestor salienta, ainda, que os resultados expressivos são reflexo de um trabalho conjunto entre o Sebrae, as prefeituras e as instituições parceiras. “Todos os municípios participantes do Programa Cidade Empreendedora trabalharam a aplicação da lei de liberdade econômica. Dando boa-fé à palavra do empreendedor, instituíram a tabela de grau de risco, dispensando o alvará e licença às atividades de baixo risco, e simplificando o processo de abertura de empresas, valorizando o empresário catarinense”, acrescenta o gestor. 

Vídeo: como a tecnologia IPM ajuda a construir Cidades Inteligentes

 

Top 10 do Cidade Empreendedora é notícia na imprensa

A lista virou notícia na imprensa. Por exemplo, o portal ND+ publicou uma matéria sobre Pinhalzinho figurar em 1º lugar no ranking dos mais ágeis no processo de abertura de empresas do Programa Cidade Empreendedora do Sebrae-SC.

Na entrevista ao portal, o prefeito Mário Afonso Woitexem (PSDB) destacou a importância de fomentar o empreendedorismo. “Para que nós pudéssemos ser mais ágeis, na atenção aos empreendedores, na abertura de empresas, na geração de documentos, e na realização das vistorias”, diz. 

“Trabalhamos com agilidade, desburocratizamos a Prefeitura, ficamos cada vez mais próximos de quem empreende, que culminou também com a abertura da Sala do Empreendedor”, completa Mário.

Ainda, o prefeito salientou a importância do engajamento dos empresários e empreendedores. “Quem gera os empregos são os empreendedores, o governo tem que buscar formas de estimular e incentivar e isso que estamos fazendo, mas o grande mérito da geração positiva de empregos em Pinhalzinho, temos que dedicar aos empreendedores pinhalenses”.

Vídeo: 5 vantagens da Computação em Nuvem na gestão pública

Tecnologia é uma grande aliada na qualificação da gestão pública

Do mesmo modo que Pinhalzinho, Brusque e São Carlos contam com a tecnologia para reduzir a burocracia e dar mais agilidade à prestação de serviços. Ou seja, para qualificar suas gestões, esses Municípios adotaram o software Atende.Net, que é desenvolvido pela IPM Sistemas.

Dentre os diferenciais do software, em primeiro lugar, está o fato de ser plataforma única, o que permite uma visão geral da gestão. Além disso, com todos os dados em um único sistema, com poucos cliques é possível consultar e cruzar dados, bem como gerar relatórios gráficos.

Em segundo lugar, vem o fato de ser 100% em nuvem. Ou seja, garante acesso 24h a partir de qualquer dispositivo com Internet. Dessa forma, os gestores públicos podem acompanhar a tramitação de processos ou assinar documentos mesmo durante viagens. Além disso, é a alta disponibilidade da computação em nuvem que possibilita, por exemplo, o home office também na gestão pública.

Além disso, a tecnologia IPM oferece à gestão pública o uso de fluxos digitais via Workflow para tramitação de processos. Com a implementação dessa ferramenta de automatização, as Prefeituras conseguem acelerar o processo de abertura de empresas. Por exemplo, se antes era preciso aguardar dias até a papelada passar por vários Servidores em três ou mais secretarias, com o Workflow tudo ocorre virtualmente em poucas horas ou, até mesmo, minutos. E apenas um gestor público já consegue analisar e dar andamento ao processo.

Vídeo: confira 5 passos para ter uma Cidade Inteligente

LEIA TAMBÉM:

> Tecnologia agiliza o processo de abertura de empresas

> Prefeitura de Santa Rosa implementa processos digitais e facilita a abertura de empresas

> Nova rotina do Atende.Net localiza MEIs registrados após a Resolução CGSIM 59/2020 em Indaial (SC)

> Novo Siafic: entenda o que muda com o Decreto 10.540

> Rio do Sul é o primeiro município a enviar dados via e-Sfinge on-line em SC

 

Siga a IPM no Linkedin, Facebook, Twitter, Instagram e Youtube

Voltar Voltar para notícias
Compartilhe essa notícia
Compartilhe no Twitter Compartilhe no Facebook Compartilhe no Linkedin
Retornar ao topo da página