Carreira de Tecnologia da Informação: porquê se tornar um profissional de TI

O momento de escolher uma profissão pode ser um grande desafio. Afinal, devemos optar por algo que gostamos, já que trabalharemos com isso grande parte da nossa vida, mas também pensar se isso trará retorno financeiro e satisfação pessoal. Atualmente muitos jovens estão buscando se aperfeiçoar na carreira de Tecnologia da Informação em função das grandes chances de crescimento. Você já pensou em ser um profissional de TI?

Por dentro da carreira de Tecnologia da Informação


A Tecnologia da Informação (TI) pode ser definida como o conjunto de atividades e soluções aplicáveis por meio de recursos computacionais, que tem como objetivo gerenciar, armazenar e obter informações. A cada ano as expectativas são mais otimistas e mostram que, além de versátil, a área de TI é extremamente promissora e vem promovendo uma verdadeira revolução na sociedade: integra pessoas, socializa informações, automatiza processos e, inclusive, dota máquinas, utensílios e equipamentos com "inteligência".

Para se ter uma ideia, a expectativa de crescimento na área em 2017 deve ser de 2,5%, segundo a IDC Brasil. Em um país ainda tentando se recuperar da crise econômica há atualmente cerca de 1,7 milhões de brasileiros empregados no setor.

Além disso, a Tecnologia da Informação representava 8,8% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro em 2013. Até 2022, este número deve crescer para 10,7%, segundo dados da Secretaria Nacional de Políticas de Informática no Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação.

Possibilidades de atuação na carreira de TI


Os profissionais de Tecnologia da Informação podem atuar em diferentes áreas. Com visão estratégica e técnica, podem exercer cargos em diferentes esferas e construir uma carreira sólida. As possibilidades vão desde a criação de tecnologias e o desenvolvimento de aplicativos, ao suporte aos usuários e gerenciamento de sistemas e organizações. Basta focar sua formação na vertente que mais lhe atrair. Confira abaixo as descrições de cada cargo:

Analista de sistemas

Analisa e desenvolve sistemas, levanta os requisitos necessários e mapeia os processos. É responsável por implementar sistemas, considerando as regras de negócio da empresa. Além disso, analisa o desempenho dos sistemas e soluciona problemas técnicos relacionados à implantação.

Programador

Responsável por desenvolver softwares seguindo as especificações delimitadas pela empresa/cliente. O programador trabalha em conjunto com outros profissionais da área, considerando qual a demanda e as necessidades do solicitante. Pode atuar no desenvolvimento de softwares destinados ao uso desktop, mobile, web e jogos.

Administrador de Banco de Dados (DBA)


Monitora e gerencia o armazenamento dos dados. Ele é o responsável por garantir a segurança e preservação das informações (sejam elas genéricas ou confidenciais) e oferecer melhor performance e desempenho do banco de dados.

Suporte

Responsável pela manutenção física (hardware e software) dos computadores, das redes e dos programas utilizados. O profissional que atua no suporte deve se manter atualizado quanto às novas tendências, além de propor melhorias para otimizar o trabalho dos que utilizam os recursos tecnológicos da empresa/instituição da qual atua.

Você percebeu que tem afinidades com a carreira de Tecnologia da Informação? Então escolhe um dos cursos relacionados como Ciências da Computação, Sistemas de Informação, Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Engenharia de Software, Engenharia da Computação, entre outros, e invista nessa área!

Se você é da região de Rio do Sul (SC) e estuda tecnologia ingresse na carreira pelo Programa Jovens Talentos da IPM Sistemas. Saiba mais aqui.

Compartilhe
FacebookTwitterGoogle+Email

Newsletter IPM

Cadastre-se e receba novidades sobre nossos sistemas.

© 2017 IPM Sistemas de Gestão Pública. Todos os direitos reservados.