Você conhece as vantagens de utilizar o QR Code?

12/06/2017 por IPM

hands-1167612_1920Contar com alternativas que aumentem a segurança e modernizem as rotinas é essencial. O que talvez você não saiba é como tecnologias do dia a dia podem ser aplicadas também à administração pública. Um desses exemplos consiste no QR Code.

 

O que é QR Code?


O QR Code pode ser considerado um código de barras 2D, que oferece informações mais completas que um código de barras convencional – já que o antigo levava em consideração apenas a dimensão horizontal, enquanto esse considera ambas dimensões. A sigla QR deriva de Quick Response, que em inglês significa 'resposta rápida'. Isso mostra que a intenção do criador era, justamente, possibilitar uma decodificação rápida através da imagem.

 

Aplicações do QR Code no cotidiano


Em 2003, a ferramenta começou a ser aplicada – ainda sob a tecnologia VGA. Com o passar dos anos, ela passou a ser utilizada para realidade aumentada e para assegurar a veracidade das informações. Por se tratar de um código bidimensional, que se configura como uma imagem, é necessário uma câmera para fazer a sua captação. Enquanto ela captura a imagem, um programa específico faz o processamento do código e o transforma em informação.

Atualmente, o QR Code é utilizado para diferentes finalidades. Há serviços de cardápio eletrônico que usam a tecnologia, publicações que oferecem mais informações a partir do código bidimensional e, recentemente, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) passou a utilizar o QR Code para respaldar a veracidade das informações contidas na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

 

QR Code no serviço público é possível


Como já abordamos neste post, as rotinas de vigilância podem ser beneficiadas com o uso da tecnologia. Mas o que muitos não sabem é que o QR Code também pode ser aplicado no dia a dia dos fiscais que atuam nos órgãos de vigilância municipal. Com ele, é possível garantir a autenticidade dos documentos emitidos. Com isso, a fiscalização é otimizada e reduzida a possibilidade de fraudes.

O número de fraudes relacionados a procedimentos de vigilância sanitária impressionam. No Rio de Janeiro, no ano passado, 88% das solicitações de clínicas foram indeferidas. A maioria delas por fraude. Entre estabelecimentos comerciais (como bares e restaurantes), 44% foram negados pelo mesmo motivo.

Buscar alternativas que minimizem as fraudes deve ser um objetivo dos gestores da área. O IPM Vigilância possui QR Code, que possibilita a autenticação dos documentos expedidos e diminui a ocorrência de fraudes.

No IPM Atende.Net, em qualquer documento relatório/documento "próprio" pode ser incluído o QR Code para verificação de autenticidade. O relatório emitido gera um código identificador, e o sistema disponibiliza um serviço que possibilita a consulta de autenticidade do documento através desse código.

Para fazer esta autenticação através de QR Code, basta que o documento/relatório seja configurado, vinculando a variável "código identificador" com o componente QR Code. Além disso, o IPM Atende.Net oferece serviços específicos com validação por QR Code, CND, Alvará, NFS-e. No início deste ano, foi liberada também uma funcionalidade que possibilita a verificação dos dados de funcionários - uma sugestão que surgiu de um dos clientes.

 

Se você quiser saber mais sobre os sistemas e como as funcionalidades podem ajudar a administração de seu município, acesse nosso site!

 

Com informações de: Tecmundo e Techtudo

Sobre o Autor

IPM

Comentários

Newsletter IPM

Cadastre-se e receba novidades sobre nossos sistemas.

© 2020 IPM Sistemas de Gestão Pública. Todos os direitos reservados.