Tecnologia ultrapassada: um obstáculo à evolução

21/11/2017 por IPM

Desde a pré-história o homem tenta criar mecanismos que facilitem o dia a dia e tornem as suas atividades mais produtivas: foi assim com o surgimento das ferramentas e da roda. Hoje pode-se dizer que a maior parte da evolução da sociedade se deve aos avanços tecnológicos, principalmente o que foi conquistado após a revolução industrial. Mas todo tipo de crescimento acelerado ou mudança de paradigmas nem sempre foi visto com bons olhos pelos menos visionários. Manter a tecnologia ultrapassada pode até ter atrasado a evolução, mas não a impediu, como você pode ver a seguir:


Resistência à evolução tecnológica ao longo da história


Há mais de um século houve quem ignorasse a importância do surgimento do telefone: em 1876 o chefe da agência britânica de correios, Sir William Preece, achou que eles fossem desnecessários simplesmente porque haviam muitos “garotos mensageiros” no país. Hoje é quase impossível pensar em uma sociedade sem a popularização do telefone.

Pulando algumas décadas, há o clássico exemplo do presidente executivo da Microsoft, Steve Ballmer, à época do lançamento do Iphone, em 2007, que considerou o produto destinado ao fracasso por ser muito caro e pouco usual.

O surgimento do mp3 na década de 1990, por exemplo, foi duramente criticado e quebrou antigas gravadoras, mas possibilitou o surgimento de uma nova forma de se consumir música que é usada até hoje. Atualmente os canais de televisão passam por essa realidade com o surgimento do Youtube e serviços de streaming como o Netflix.

Um dos grandes exemplos do receio ao novo está sendo visto no Brasil com a resistência à operação de aplicativos de transporte como Uber e Cabify. Ambos mudaram a forma de se utilizar veículos de transporte, o que desagradou taxistas e empresários do ramo por medo de perderem mercado – em vez de ser um motivo a mais para também mudarem o formato de negócio atendendo à modernidade.

O fato é que a tecnologia está mudando várias formas de se fazer negócios e ser avesso a ela soa como um retrocesso, até mesmo porque a maior parte dos serviços que se tem hoje iriam existir de qualquer forma. Quem está mais aberto à tecnologia acaba saindo na frente.

Tecnologia obsoleta na gestão pública


Como você pode ver, a resistência ao novo não é de hoje, mas continua sendo um empecilho para que mudanças benéficas à sociedade sejam implantadas. Há diversos motivos que levam as pessoas a resistirem à evolução: comodismo, incerteza da eficácia do novo, apego a coisas antigas, falsa sensação de economia etc.

A gestão pública atualmente também passa por essa resistência a medida que mantém uma tecnologia defasada nos sistemas de gestão usados por prefeituras, câmaras de vereadores, autarquias e diversos outros órgãos. Ao continuar optando por sistemas ilhados, que dependem do funcionamento de um integrador, atrasa-se a chegada de sistemas de última geração em nuvem - e com eles as facilidades para o atendimento ao contribuinte e o bom andamento dos serviços públicos.

Quer saber mais? Acesse o conteúdo 5 benefícios dos sistemas para gestão pública em nuvem e veja porque a administração municipal e estadual precisa substituir a tecnologia ultrapassada por sistemas de última geração.

evolução tecnológica, gestão pública, tecnologia ultrapassada

Sobre o Autor

IPM

Comentários

Newsletter IPM

Cadastre-se e receba novidades sobre nossos sistemas.

© 2018 IPM Sistemas de Gestão Pública. Todos os direitos reservados.