O que é computação em nuvem (cloud computing)?

18/08/2017 por IPM

A computação em nuvem (cloud computing, em inglês) já é uma realidade nas empresas, inclusive em muitas que você utiliza diariamente, e na gestão pública. Porém, pouca gente entende como funciona e qual o significado do termo, o que acaba gerando dúvidas ou inseguranças e impedindo que mais pessoas se beneficiem desse tipo de sistema. Acredite, é muito mais simples do que você pode imaginar! Continue a leitura e entenda:

Computação em nuvem: afinal, o que é isso?

A computação em nuvem é uma tecnologia para acesso remoto a programas e arquivos por meio da internet. Com ela não é preciso ter os softwares instalados no computador para acessá-los, como no modo convencional. O mesmo vale para servidores, banco de dados ou redes. Eles podem ser acessados de qualquer lugar no mundo, desde que haja uma conexão com a internet.

Para você ter uma ideia, hoje a maioria das pessoas utiliza serviços de e-mail na nuvem - não é preciso ter um programa como o Outlook instalado no computador ou no celular para poder ter acesso. Ou seja, você pode entrar na conta do e-mail de qualquer lugar utilizando apenas a internet.

Algum tempo atrás não se poderia editar um texto sem ter um programa instalado no computador. Hoje em dia isso é possível graças aos sistemas de cloud computing. O Google Docs, por exemplo, é um editor de texto que você pode acessar de qualquer computador com internet. Para armazenar arquivos como textos, fotos e vídeos sem receio de perder tudo caso o seu HD seja danificado, por exemplo, é possível usar o Google Drive ou o Dropbox.

Antes, quando você precisava apresentar um trabalho, precisava ter o arquivo instalado no computador, salvar em pendrive ou mandar para seu e-mail. Agora é só acessar um site gratuito de armazenamento de arquivos, como os citados acima.

O mesmo vale para outros sistemas que você usa normalmente como contas bancárias, redes sociais, aplicativos de bate-papo pelo celular, serviços de streaming (filmes e músicas), entre outros. Tudo pode ser acessado pela internet sem precisar investir em servidores, licenciamento de sistemas, gerenciador de banco de dados, infraestrutura de cabeamento e tantos outros ativos de informática.

Agora que você já entendeu o conceito da computação em nuvem pode estar pensando: então, onde ficam os dados se não estão salvos em um computador local? Eles continuam sendo guardados em computadores, mas fisicamente estão à distância do usuário, em várias partes do mundo. Esses locais seguros são conhecidos como datacenters e operados por empresas especializadas, as “provedoras de nuvem”, entre elas: Microsoft, Salesforce, Skytap, HP, IBM, Amazon e Google.

Portanto, a grande diferença da computação em nuvem para o sistema convencional, em desktop, é que no primeiro os arquivos são mantidos em datacenters seguros e sempre disponíveis. Na segunda opção toda a estrutura de informática precisa estar à disposição do usuário para que ele acesse os programas.

Quer receber mais conteúdos como esse diretamente no seu e-mail? Assine a newsletter do nosso blog clicando aqui.

Sobre o Autor

IPM

Comentários

Newsletter IPM

Cadastre-se e receba novidades sobre nossos sistemas.

© 2017 IPM Sistemas de Gestão Pública. Todos os direitos reservados.