Qual é a relação entre tecnologia e gestão pública de qualidade?

25/03/2016 por IPM

gestão pública de qualidadeImagine uma prefeitura que armazene seus dados em planilhas eletrônicas ou editores de texto. Ou ainda, que trabalhe apenas com processos em papel, que acabam empilhados pelos setores, gerando desperdício de recursos e também de espaço físico. A boa notícia é que este cenário está cada vez mais distante da realidade das prefeituras no país, uma vez que a tecnologia tem sido a principal aliada para uma gestão pública de qualidade. Quando falamos em tecnologia, nos referimos ao uso de sistemas de gestão pública informatizados, que oferecem uma infinidade de facilidades e vantagens para o administrador público.

 

Gestão pública de qualidade: diferentes possibilidades tecnológicas


É muito complicado obter uma gestão pública de qualidade sem investimento em tecnologia, inclusive em prefeituras. É um erro considerar que os sistemas gerenciais estão voltados somente a grandes empresas privadas. Nos municípios, um sistema de gestão pública pode fazer a diferença na qualidade da administração devido a diversos fatores. Um deles é a possibilidade de implantar processos eletrônicos, descartando o uso de papel. Exemplo: o cidadão pode obter Certidões Negativas de Débito ou até alvarás diretamente pelo site da prefeitura, de forma eletrônica, sem precisa deslocar-se de casa.  

O desenvolvimento de ferramentas para a gestão pública de qualidade em prefeituras está avançado. No mercado, há inúmeras opções. Os mais modernos são os softwares hospedados na nuvem, ou seja, que utilizam tecnologia cloud computing. Com isso, as prefeituras não precisam gastar com infraestrutura de informática interna para utilizar o programa, que pode ser acessado pela internet a qualquer hora e local. Isso influencia diretamente a qualidade da gestão pública, uma vez que o administrador pode realizar operações, como a conferência do estoque de medicamentos, por exemplo, em qualquer região, sem estar necessariamente no seu posto de trabalho.

Esses programas tem capacidade ainda de gerar relatórios gerenciais em tempo real, e com exatidão de informações, uma vez que a base de dados de todos os setores é integrada. Na área de licitações, o responsável pode acompanhar de forma atualizada quais contratos estão vencendo e quais as necessidades de compras e abertura de processos licitatórios. Outra vantagem da utilização de sistemas que refletem na melhora da qualidade da gestão é o workflow, ou seja, o programa organiza as etapas dos procedimentos em cada pasta.


Vantagem do workflow


Outro exemplo: na secretaria de obras, é possível acompanhar etapa por etapa da execução de uma obra pelo sistema de gestão, a partir do fluxo de workflow, otimizando o trabalho e obedecendo com rigor o cumprimento das atividades em cada etapa do projeto. E, por último, pode-se destacar que os sistemaspromovem uma gestão pública de qualidade quando geram indicadores para quem está no comando. A partir da base de dados em cada pasta, índices de produtividade, por exemplo, são gerados para conferência do gestor.

O fato é que sem a tecnologia o administrador público em prefeituras faz a gestão no “escuro”, vai levando o barco, sem ter condições de fechar a gestão com bons resultados, como é o esperado pela população. Por isso, é tão importante o investimento em tecnologias que proporcionem uma gestão pública de qualidade.

Ficou com alguma dúvida sobre tecnologias para gestão pública de qualidade?
Deixe um comentário para a nossa equipe.


Crédito de imagem: Stevepb/CC

Sobre o Autor

IPM

Comentários

Newsletter IPM

Cadastre-se e receba novidades sobre nossos sistemas.

© 2020 IPM Sistemas de Gestão Pública. Todos os direitos reservados.