Ferramentas de gestão pública: como elas melhoram a administração das cidades

16/12/2016 por IPM

ferramentas de gestão públicaDesde quando a computação em nuvem (cloud computing) começou a se popularizar nas empresas e em órgãos públicos, há pelo menos cinco anos, a rotina administrativa nas prefeituras não precisa mais ser a mesma. A tecnologia permitiu o surgimento de novas ferramentas de gestão pública, que além de aproximarem o cidadão do serviço público, garantem mais agilidade, transparência e melhor planejamento de investimentos. Isso traz benefícios para todos os que, de uma forma ou de outra, são atingidos por esse processo. Sentindo-se mais perto do gerenciamento das cidades, os moradores têm a sensação de pertencimento aumentada e ajudam a fiscalizar melhor o que está sendo feito com o seu dinheiro.

Iniciativas como o Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização (GESPÚBLICA) uma iniciativa do Governo Federal – propõem a reformulação de processos e a criação de novas metodologias. Esse novo olhar vai permitir que as atitudes tomadas na administração de um órgão, em uma prefeitura, em um centro administrativo estadual ou em quaisquer outras estruturas públicas sejam cada vez mais eficientes e sigam uma mentalidade já empregada pela iniciativa privada: fazer mais com menos, da forma mais racional possível.

Para atingir esse objetivo, é preciso compreender que há diversas ferramentas de gestão pública que podem ser utilizadas pelos servidores, sejam eles ocupantes de cargos eletivos ou não, para transformar hábitos e permitir que os cidadãos vivam em comunidades cada vez melhores. Essa transformação precisa ser entendida como um processo global, sem volta, e cada vez mais presente.

Se você ainda não tem certeza disso e acha que os cidadãos ainda não se deram conta dessas mudanças, saiba que até a Organização das Nações Unidas (ONU) já se posicionou sobre o assunto. Para o órgão internacional de representação dos países, a gestão pública de qualidade precisa “gerar impacto tangível na melhoria da qualidade de vida da população, por meio de parcerias com o setor privado e a sociedade, de maneira sustentável”. Isso significa dizer que não basta investir em equipamentos, mas continuar fazendo tudo de forma “analógica”. É preciso usar as ferramentas de gestão pública certas — e uma delas é a mentalidade dos servidores, que precisa ser transformada em prol do desenvolvimento e da melhoria da qualidade de vida nas diferentes instâncias gerenciais.

Entre os princípios essenciais a este processo estão:


  • Foco no valor público entregue ao cidadão - a visão arcaica de que o contribuinte faz parte de uma massa, não tem rosto nem necessidades, não pode mais existir. Cada morador é um co-gestor em potencial e ele precisa ser compreendido como tal. É impossível vê-lo como alguém alheio ao processo, como um simples eleitor que só é lembrado em períodos eleitorais. Ele ajuda a “tocar o barco adiante”;

  • Simplicidade, agilidade e economia - se a sociedade evoluiu ao ponto de todos estarem conectados o tempo inteiro, não é a sua cidade que vai exigir que um morador percorra vários quilômetros indo a órgãos públicos em busca de um carimbo, uma assinatura ou a abertura de um protocolo. Se a maioria das pessoas que participam da gestão com você pensam assim, seja disruptivo e apresente-lhes o novo. Invista em ferramentas de gestão pública que dêem mais comodidade e estejam onipresentes na vida do cidadão quando ele precisar da administração. Sistemas integrados na internet, com informações compartilhadas entre vários setores da prefeitura por exemplo, são uma tendência irreversível;

  • Escalabilidade e disponibilidade das soluções propostas - a partir de ações como esta, de acessar este blog e se informar sobre o assunto, você já está contribuindo para construir uma nova realidade para os seus concidadãos. Como dito anteriormente, estamos em um caminho sem volta rumo à celeridade, que pode significar o fim do período da burocracia lenta e pouco eficiente. Fazendo o uso de soluções como um ERP (software que permite o gerenciamento completo dos recursos de uma instituição), você oferece algo novo e envolve mais gente no processo. Entenda que isso pode exigir mais recursos de uma hora pra outra; é por isso que uma solução baseada na computação em nuvem é a melhor opção: ela permite a ampliação da capacidade de processamento, armazenamento de informações e atendimento de forma instantânea, muitas vezes a partir de um simples clique;

  • Transparência - tudo isso, além de deixar as rotinas mais fáceis, também ajuda a deixar a relação com os cidadãos mais clara. A partir do momento em que as informações públicas forem inseridas em um sistema seguro, disponível e acessível, os dados estarão abertos e poderão ser acompanhados em tempo real. Isso ajuda a mostrar que o planejamento está sendo executado da maneira correta, com os investimentos feitos e, até no caso de uma adversidade financeira, facilita a demonstração do que está acontecendo e os motivos que fizeram algo não sair como planejado.


Para atender todas essas orientações, a escolha de quais ferramentas para a gestão pública serão utilizadas precisa ser acertada. No Brasil, várias prefeituras, Câmaras de Vereadores e outros órgãos públicos já conhecem o Atende.Net, desenvolvido pela IPM SistemasTrata-se de uma plataforma segura, totalmente integrada e disponível a qualquer momento. Por ser baseado em cloud, não há a necessidade de investimentos em datacenters ou equipamentos de TI. Ele funciona em qualquer computador já existente, desde que conectado à internet.

Como funciona como um ERP, permite a integração entre vários setores e órgãos públicos, compartilhando informações, evitando retrabalhos e perda de tempo. Entre as funcionalidades estão o controle completo das rotinas administrativas municipais, desde os suprimentos, contabilidade, RH, e tributação até processos que envolvam o contribuinte. É possível, por exemplo, oferecer uma área de atendimento no site do município a partir do Portal do Cidadão, onde pode-se emitir guias para o pagamento de tributos, consultar a situação fiscal e solicitar serviços.

Se você entende que essa tecnologia pode ajudá-lo a melhorar a gestão pública na sua cidade, leia outros posts do nosso blog e acesse o nosso site.

Sobre o Autor

IPM

Comentários

Newsletter IPM

Cadastre-se e receba novidades sobre nossos sistemas.

© 2020 IPM Sistemas de Gestão Pública. Todos os direitos reservados.