7 grandes empresas que usam serviços de computação em nuvem - IPM
IPM - Blog
Administração Geral Administração Geral

Se você ainda não tinha ouvido falar da computação em nuvem (cloud computing, em inglês), é bem provável que passou a usufruir das suas vantagens durante o período de pandemia, ainda que sem saber.

Ao utilizar apps de delivery, serviços de streaming, realizar transferências bancárias on-line, ou até alugar imóveis, saiba que você está usando serviços em nuvem.

O avanço dessa tecnologia já vinha crescendo exponencialmente, e hoje ela já se tornou essencial não só no mundo corporativo, como no cotidiano das pessoas.

 

As vantagens de utilizar a tecnologia cloud computing são inúmeras, mas podemos destacar principalmente:

  • Redução de custos;
  • Segurança no armazenamento de dados;
  • Facilidade no acesso às informações.

A utilização da nuvem elimina a necessidade de uma grande infraestrutura para as empresas e, além disso, as máquinas não precisam mais ter grande capacidade de armazenamento.

Afinal, os dados armazenados na nuvem não ocupam espaço no disco rígido e, assim, estão mais seguros, evitando o risco de perda e extravio de documentos.

Sem contar que o uso dessa tecnologia contribui para a sustentabilidade do meio ambiente, uma vez que elimina a necessidade do uso constante de papéis.

De acordo com o estudo desenvolvido pela IDC,  53% das empresas investem na tecnologia cloud com o objetivo de elevar a receita.

A pesquisa mostra também que 10,4% das companhias faturaram cerca de 1,6 milhão de dólares a mais depois do uso da computação em nuvem.

Além disso, 77% sentiram diminuição nos custos com TI de até 1,2 milhão de dólares ao ano; e 99% diminuíram o tempo de trabalho da equipe de TI.

Todas essas facilidades fazem com que a computação em nuvem esteja presente nas principais empresas de sucesso do mundo.

Além disso, a relevância da nuvem ultrapassou o setor privado e chegou ao setor público.

São muitas as administrações públicas que usam os serviços cloud computing, para desburocratizar processos e aprimorar os serviços aos cidadãos.

E, para que você perceba o alcance poderoso dessa ferramenta, separamos 7 empresas que usam os serviços de computação em nuvem.

 

1. Netflix

A Netflix, desde 2016, migrou 100% dos seus centros de dados para a nuvem. 

Tal ação trouxe inúmeros benefícios para a empresa, a começar pelo número de assinantes, que obteve grande aumento e continua crescendo significativamente. 

Assim, o serviço evoluiu de forma muito rápida. Sem o armazenamento na nuvem, suportar esse crescimento em datacenters próprios seria bastante dispendioso.

Hoje, a Netflix funciona 100% em nuvem, e os usuários podem acessar de qualquer lugar, em qualquer horário.

 

2. Google

A Google é um dos grandes exemplos de empresa que utiliza a computação em nuvem para armazenar dados. 

Além de oferecer o serviço de nuvem, a Google Cloud Platform, a empresa possui ferramentas gratuitas para os usuários da sua conta, como o Google Drive. 

Dessa forma, a ferramenta permite o armazenamento e compartilhamento de fotos, vídeos, documentos pessoais, entre outros documentos.

 

3. Spotify

Um dos serviços de streaming de músicas mais conhecidos atualmente, o Spotify, iniciou a sua migração para a nuvem também em 2016.

Antes de utilizar a tecnologia nuvem, a empresa comprava ou licenciava serviços de datacenters espalhados pelo mundo, para armazenar e processar seus dados. 

Com o tempo, o crescimento do serviço e os custos ficaram muito altos, sendo muito mais vantajoso migrar para cloud computing. Em outras palavras, os provedores de nuvem são de alta qualidade e custos são significativamente mais baixos.

 

4. Adobe Creative Cloud

Até mesmo o conhecido Photoshop, e outros programas da Adobe, migraram para a computação em nuvem há alguns anos. 

O Creative Suite se transformou em Creative Cloud, ou seja, seus programas passaram a ser acessados na nuvem por meio de assinatura. 

Assim, os usuários ganham a facilidade para atualizar os seus produtos, gastando bem menos.

 

5. Airbnb

A Airbnb é outra empresa que não tem setores de TI e equipamentos de infraestrutura in house. 

O site, que reúne anfitriões e viajantes, é uma das empresas que já “nasceu na nuvem”, conhecidas como “born on the cloud”.

 

6. Uber

A Uber, inovação nos serviços de transporte presente em vários países, também dispensa grandes acervos de dados e funciona com seus serviços na nuvem.

 

7. Amazon

A empresa atua fortemente no mercado digital e contabiliza crescimentos expressivos a cada ano.

Por sua relevância, é tida como referência no uso de cloud computing e em vendas online. 

 

Computação em nuvem na gestão pública

Além de todas essas grandes empresas, a gestão pública também se prepara para os novos tempos.

Durante o período de pandemia, muitas administrações superaram o desafio de manter os serviços disponíveis, guardando o distanciamento social.

Cidades da região Sul do país, como Gravataí, no Rio Grande do Sul, Arapongas, no Paraná e Rio do Sul, em Santa Catarina, por exemplo, conseguiram manter todos os serviços em andamento.

Por meio da tecnologia 100% em nuvem da IPM Sistemas, as Prefeituras conseguem gerir todos os processos digitalmente, com mais praticidade e eficiência.

Afinal, para atender as demandas dos cidadãos cada vez mais conectados, é necessário incentivar a cultura de inovação na gestão pública.

 

LEIA TAMBÉM:

> Cidades inteligentes adotam solução nuvem

> Saiba como as assinaturas digitais e eletrônicas facilitam a rotina em órgãos públicos

Sistemas de gestão pública 100% em nuvem facilitam licitações eletrônicas

Reduzir o uso de papel gera economia e produtividade para as gestões públicas

Siga a IPM no Linkedin, Facebook, Twitter, Instagram e Youtube

Voltar Página anterior
Newsletter

Assine nossa newsletter

Assine nossa newsletter

Retornar ao topo da página