[Artigo] Gestão digital potencializa smart cities gaúchas, por Aldo Luiz Mees

Com aproximadamente 300 mil habitantes, sexto município mais populoso do Estado, Gravataí, na grande Porto Alegre, é um destaque no Brasil quando se fala no conceito de smart cities. A cidade alcançou um número expressivo: 70% dos processos abertos na prefeitura são exclusivamente digitais, sem uso de papel, dentro de uma mudança que começou há sete anos com a implementação de sistema de gestão baseado em cloud computing.

Gravataí é um dos municípios gaúchos que vêm investindo na digitalização de serviços para diminuir a burocracia, aumentar a arrecadação, preservar o meio-ambiente e melhor atender ao cidadão que pode resolver várias situações sem precisar sair de casa para ir até a prefeitura. Antes disso, mesmo processos com informações inseridas no sistema eram impressos, o que diminuía a agilidade do trabalho. Havia necessidade de transporte de papéis entre diferentes órgãos, registros físicos de protocolo, entre outras medidas burocráticas que consumiam de dois a três dias. A implantação do sistema de assinatura digital de documentos reduziu essas demandas e otimizou o tempo, além de facilitar o controle de informações. A mudança também tornou mais simples a abertura de processos pela população. Hoje com acesso facilitado, processos são abertos de casa, da mesa de trabalho e até pelo celular do contribuinte. O resultado é visível: em 2017 foram abertos 75 mil processos digitais em Gravataí. Em 2019 a expectativa é ultrapassar os 100 mil processos.

Esse é um comportamento que não para de crescer. Tanto que o Rio Grande do Sul encerrou o primeiro semestre de 2019 com 27 cidades cujas administrações públicas estão apostando na gestão digital como um diferencial positivo. E o aumento dos serviços baseados nessa tecnologia é caminho sem volta, pois ao mesmo tempo as informações estão disponíveis para acesso a qualquer momento, via internet ou smartphone pelos cidadãos, os maiores interessados em utilizar serviços públicos que oferecem facilidades alcançadas com eficiência, agilidade, segurança e comodidade.

A evolução dos sistemas de gestão municipal é essencial para o desenvolvimento de cidades inteligentes e voltadas para o bem-estar das pessoas. O uso de uma solução de nova geração facilita a gestão pública, promove a autonomia dos cidadãos e prepara o município para a realidade tecnológica que não é mais tema de histórias de ficção.

 

Aldo Luiz Mees é diretor-presidente da IPM Sistemas.

Compartilhe
FacebookTwitterEmail

Newsletter IPM

Cadastre-se e receba novidades sobre nossos sistemas.

© 2019 IPM Sistemas de Gestão Pública. Todos os direitos reservados.